onde-ligar-o-terra-do-chuveiro
Onde ligar o terra do chuveiro - Neste conteúdo vamos desvendar todas as diferenças entre fio terra e neutro. Leia para saber mais!

Onde ligar o terra do chuveiro – Vamos te explicar! 

Ao buscar informações sobre instalações elétricas e dicas de “faça você mesmo”, uma pergunta comum surge: onde ligar o terra do chuveiro? Por isso,  vamos abordar esta questão e te ajudar a entender as normas envolvidas.

Desse modo, podemos garantir que você tenha todas as informações necessárias para uma instalação segura. Sendo assim, qualquer sinal de dúvida, não se acanhe em chamar um eletricista profissional de sua confiança, tá bom? 

Então, vamos ao que interessa? Onde ligar o terra do chuveiro? 

Vem descobrir! 

Onde ligar o terra do chuveiro?

É frequente encontrar sugestões de onde ligar o terra do chuveiro ao neutro, especialmente em instalações sem aterramento. 

Justamente para evitar choques ao manusear o registro. Mas será que essa prática é segura e está de acordo com as normas regulamentadoras do setor elétrico?

Para entender isso, é necessário fazer uma contextualização da diferença entre terra e neutro. Por isso, vamos te contar no próximo tópico tudo o que você precisa saber sobre essa relação.  

Entenda a diferença entre o terra e o neutro

O fio terra em uma instalação elétrica serve como aterramento, oferecendo uma rota alternativa para a corrente elétrica em casos de falhas em equipamentos, protegendo o usuário de choques elétricos. 

Por outro lado, o fio neutro é a referência da fase de um circuito, garantindo a circulação da corrente em circuitos monofásicos.

Por isso, conectar o cabo terra ao neutro do chuveiro não é recomendado. Ao fazer isso, o usuário pode estar exposto à corrente circulando pelo resistor do chuveiro, especialmente se houver uma falha no condutor neutro.

Qual a espessura correta para ligar o terra do chuveiro?

Quando observamos os chuveiros elétricos, percebemos que muitos possuem cabos com seção de 4mm e um cabo verde de aterramento com menos de 1mm. 

Sendo assim, surge o questionamento: qual a razão dessa diferença e onde ligar o terra do chuveiro?

Por isso, vamos te explicar agora quais os métodos de instalação e qual a espessura correta para ligar o terra do chuveiro. Vem comigo! 

Quais os métodos de instalação? 

A instalação de um chuveiro elétrico envolve dois métodos distintos. São eles: 

  • O método B1, que se refere à instalação de cabos dentro de um eletroduto embutido na alvenaria, é o método adotado ao projetar o circuito alimentador do chuveiro.;
  • O método F trata dos cabos do chuveiro que ficam expostos e afastados da parede.

Desse modo, dependendo do método empregado, cabos de diferentes seções podem ser necessários. 

Por exemplo, um chuveiro com potência de 5.500 watts operando em 220 volts demanda 25 amperes. No método B1, um cabo de 4mm² é adequado. Por outro lado, no método F, um cabo de 2,5mm² é o suficiente.

Qual o papel do fio terra e onde ligá-lo? 

O fio terra, de cor verde, se destaca por sua espessura mais fina, uma vez que não é responsável por transportar a corrente elétrica destinada ao aquecimento da água. 

Desse modo, seu papel é canalizar eventuais correntes de falhas no circuito, também conhecidas como fugas, garantindo segurança ao usuário. 

Ou seja, ao questionar onde ligar o terra do chuveiro,  é essencial entender que ele deve ser conectado ao sistema de aterramento da edificação. 

Mesmo sendo mais fino, ele é eficiente, especialmente porque sua extensão é bastante curta, garantindo que, no caso de falhas, a corrente seja direcionada adequadamente.

O que diz a Norma NBR 5410 sobre onde ligar o terra o terra do chuveiro? 

Essa prática, infelizmente, tem sua origem em interpretações erradas da norma NBR 5410. Enquanto a maioria das concessionárias de energia exige que o neutro seja aterrado na entrada da instalação, a norma permite que essa ligação ocorra no esquema TN-C.

Ou seja, onde o neutro da concessionária é conectado até o quadro de distribuição através do condutor de proteção e neutro no mesmo cabo.

Todavia, esse método não deve ser usado em toda a edificação. Em outras palavras, a norma especifica que o condutor neutro e o de proteção devem ser separados após o quadro de distribuição. E essa forma de aterramento só é válida para cabos de entrada de energia com 10mm quadrados ou mais.

Mas, se você ainda não entendeu a importância que essa norma tem em relação a ligação do fio terra do chuveiro, vamos te falar a seguir. 

Qual a importância das Normas Técnicas para ligar o terra do chuveiro? 

É vital compreender que as normas técnicas, como a NBR 5410, são elaboradas com base em estudos extensivos. 

Sendo assim, elas visam garantir a segurança das pessoas e da instalação, promovendo eficiência e qualidade nas instalações elétricas.

Conclusão 

Se você está enfrentando problemas com choques no registro do chuveiro, a solução definitiva é um aterramento adequado. Por isso, caso não seja viável fazer isso imediatamente, opte por chuveiros com resistências blindadas, que diminuem o risco de choques.

Além disso, compreender onde ligar o terra do chuveiro e a diferença das espessuras dos cabos é crucial para uma instalação segura. Ou seja, respeitar as normas e especificações técnicas é vital para garantir que o sistema elétrico funcione de maneira adequada e sem riscos para o usuário.

Então não perca tempo e compartilhe essas informações e garanta que todos saibam onde ligar o terra do chuveiro corretamente. Você pode ajudar muita gente com essas informações. 

E lembre-se, sempre procure profissionais qualificados para suas instalações elétricas!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *